Saiba quais são as restrições de marketing para dentistas de acordo com o CFO

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Diferente do que muitos acreditam, não há restrições de marketing para dentistas de acordo com o Código de Ética Odontológica do CFO (Conselho Federal de Odontologia).

O marketing digital pode melhorar, significativamente, os resultados dos dentistas, clínicas e consultórios odontológicos, tanto que o próprio Conselho Federal de Odontologia admite que “as mídias sociais ganharam enorme expressão e repercussão como veículo de divulgação de assuntos odontológicos”. 

No entanto, alguns profissionais ainda não investem nessa estratégia por receio de infringir o Código de Ética da profissão ou por não conhecerem a normativa que regula as ações de marketing odontológico. 

Continue lendo esse artigo para compreender o que pode ser feito no marketing digital para dentistas sem ferir a ética odontológica e para descobrir as principais restrições do Código de Ética.

Quais são as restrições de marketing para dentistas do Código de Ética?

Quais são as restrições de marketing para dentistas do Código de Ética?

As ações de comunicação e publicidade para dentistas são regulamentadas pelo Código de Ética do Conselho Federal de Odontologia. A finalidade do código é garantir maior transparência, confiabilidade e respeito junto aos pacientes e demais colegas de profissão.

Antes de você, dentista, começar a produzir conteúdo para o seu site e redes sociais, é preciso ficar atento às proibições do Código de Ética. 

Veja, o que é proibido pelo regulamento:

Propaganda enganosa

O CFO proíbe que os dentistas e consultórios odontológicos divulguem tratamentos que não foram comprovados cientificamente, bem como equipamentos que não possuem registro validado pelos órgãos competentes.

Outra questão impedida pelo Código de Ética é o uso de títulos e especializações que não sejam reconhecidas pelo Conselho Federal e pelos Conselhos Regionais.

Divulgação de preço

Os dentistas e os consultórios odontológicos não podem divulgar os preços dos serviços, quais são as formas de pagamentos, bem como anunciar serviços gratuitos.

Além disso, o CFO proíbe que um dentista divulgue o seu trabalho e a sua marca através de sites de compra coletiva ou cartões de desconto, pois essas ações caracterizam concorrência desleal e desvalorização da profissão.

Sorteio

O CFO também não permite que os dentistas e consultórios odontológicos realizem sorteios ou quaisquer outros tipos de concursos que tenham como prêmio os serviços oferecidos pelo profissional.

Propaganda em veículos de massa

Apesar dos dentistas poderem participar de programas de televisão e rádio, a presença dos profissionais nesses veículos deve ser exclusivamente para esclarecimentos, sendo totalmente vedada a autopromoção e a prescrição de tratamentos.

Palavras proibidas

Os dentistas também devem se atentar às expressões escritas ou faladas que estão presentes nas suas ações de marketing, pois o CFO veta o uso de termos que possam caracterizar o sensacionalismo, a autopromoção, a concorrência desleal, a mercantilização da Odontologia ou a promessa de resultado.

É válido ressaltar que o Conselho ainda proíbe o uso do termo “popular”.

Antes e depois: pode ou não pode?

Por muito tempo, a divulgação de imagens dos pacientes, bem como de antes e depois dos tratamentos odontológicos era vedada pelo CFO. No entanto, a Resolução 196 de 2019 autorizou a divulgação de imagens do início e do final do tratamento, desde que o procedimento tenha sido realizado pelo dentista que está divulgando o conteúdo, como também tenha a autorização prévia do paciente ou de seu representante legal, através de Termo de Consentimento Livre e Esclarecido – TCLE. 

Como fazer marketing odontológico de forma ética?

Mesmo com todas as restrições do Código de Ética, os dentistas podem conquistar ótimos resultados com estratégias de marketing digital. 

Para ter sucesso no marketing odontológico sem infringir a ética da profissão, os dentistas e os consultórios odontológicos podem publicar conteúdos informativos em blogs e redes sociais. 

Dessa maneira, os profissionais devem investir nas estratégias de inbound marketing, uma vez que elas possuem o objetivo de atrair, converter seguidores em clientes e encantá-los, através da conexão com o cliente e da distribuição de conteúdos que o ajudem na resolução de um problema. É por meio desses conteúdos que podem ser compartilhados através de redes sociais, site, blog e e-mail marketing, que você poderá se tornar autoridade na sua região.

Para que os clientes identifiquem e reconheçam um dentista ou uma clínica odontológica, estes podem ter um logotipo e uma identidade visual bem definida. Além disso, é permitido criar um site para que os usuários possam conhecer o trabalho do profissional.

Outra ação de marketing que os dentistas podem utilizar são as estratégias de SEO, ou seja, série de técnicas que tem a finalidade para melhorar o desempenho do site, fazendo com que ele tenha um bom ranqueamento no Google. Assim, quando alguém da sua região procurar por “implantes dentários”, por exemplo, o seu site pode ser o primeiro a ser indicado para o usuário.

Veja outras práticas que são permitidas pelo CFO para você adotar da sua estratégia de marketing odontológico:

  1. Divulgar a sua especialidade e área de atuação;
  2. Realizar campanhas preventivas para conscientizar a população;
  3. Mostrar novos tratamentos e procedimentos, desde que estes sejam validados pelo CFO;
  4. Divulgar que um paciente especial foi ao seu consultório, desde que ele tenha autorizado a publicação;
  5. Fazer vídeos que orientam sobre determinados assuntos, como um tutorial de boas práticas de escovação dos dentes.

Importante: a Resolução 196 do CFO, publicada em 2019 diz que todas as publicações que contenham imagens e/ou vídeos deverão constar o nome do dentista e o seu número de inscrição no Conselho Regional de Odontologia.

Se você já descobriu o que pode e o que não pode no marketing, mas não sabe como estruturar uma estratégia de marketing digital para dentista, clique aqui. Mas, se você ainda não está totalmente convencido dos benefícios do marketing odontológico, leia este material que publicamos aqui no nosso blog.

Você possui outras dúvidas sobre marketing odontológico? Deixe seu questionamento nos comentários.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Artigos Relacionados

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Você quer vender e lucrar mais?

Você quer transformar visitantes em clientes? Quer uma máquina de vendas trabalhando no automático para o seu negócio?

Deixe o seu contato abaixo.